A cidade do Rio de Janeiro é o destino de lazer mais procurado por estrangeiros que visitam o Brasil. Um dos maiores destinos turísticos do mundo. Com a paisagem adornada pelo Cristo Redentor, a beleza das praias azuis e as fascinantes formações rochosas, não é chamada de cidade maravilhosa à toa. Até as favelas que sobem os morros embelezam o cenário, ao mesmo tempo em que denunciam a desigualdade que assola o país. O clima é convidativo o ano todo e os atrativos são infinitos: cultura, gastronomia, natureza, esporte… Há opções à beça para conhecer.

NAVEGAÇÃO RÁPIDA

CURIOSIDADES

O Rio de Janeiro é o maior destino turístico internacional no Brasil e também a maior metrópole brasileira, ficando atrás apenas de São Paulo.

População
6.747.815 de habitantes

Apelido
“Cidade Maravilhosa” e “Rio”

Gentílico
Quem nasce na cidade do Rio de Janeiro é carioca

Rio de Janeiro

Introdução ao Rio de Janeiro

“Cidade maravilhosa cheia de encantos mil / Cidade maravilhosa, coração do meu Brasil”. A música, composta por André Filho, exalta a beleza do Rio de Janeiro: praias tropicais e morros cobertos pelo verde da mata atlântica. Berço do samba e cartão postal do Brasil, o Rio é convidativo para todos os tipos de turistas, dos mochileiros ao mais alto padrão. Mas atenção: é importante ter cuidado com assaltos e roubos. Portanto, basta manter celular e carteira fora de vista e a bolsa ou mochila junta do corpo.

O caráter da cidade é descontraído. Os cariocas adoram puxar conversa e costumam ser brincalhões. Não há formalidades nos costumes e nem no modo de vestir. Short e camiseta são o uniforme do Rio de Janeiro, sobretudo durante o verão. Mesmo na Zona Sul da cidade, onde se concentram as pessoas com maior poder aquisitivo, passear de chinelo de dedo é habitual. No calçadão à beira-mar de Copacabana e Ipanema, é comum ver banhistas passeando de biquíni.

O esporte é uma tradição do Rio de Janeiro. O Maracanã (Estádio Jornalista Mário Filho), inaugurado em 1950, é um dos maiores estádios de futebol do mundo. Vale assistir a um jogo por lá, a experiência de estar entre os torcedores ávidos é vibrante. Mas não é só no futebol que os cariocas gostam de se exercitar. Nas faixas de areia, é comum ver pessoas praticando diversos esportes. Além disso, muitas praias (especialmente na Zona Sul) possuem pistas para caminhada e ciclovias nas suas orlas. Se você gosta de correr, vale a pena ir à Pista de Corrida Aterro do Flamengo, onde a bela paisagem incentiva o exercício.

Outra tradição é a boemia. Os botequins, bares e quiosques à beira-mar vivem cheios de gente em qualquer dia da semana. Até reuniões de trabalho acontecem nas mesas de bar. Se a sua cerveja acabar, logo o garçom aparecerá com outra em mãos para repor. Cerveja gelada é lei e copo vazio é quase um pecado.

rio de janeiro

Clima e melhor época para visitar

No Rio de Janeiro, faz calor o ano todo. É um destino de praia. De dezembro a março é verão. Os dias são mais longos e a temperatura pode passar dos 30ºC, com sensação térmica ainda mais alta. É quando as praias ficam lotadas, com águas mansas, e fervilham as rodas de samba pela cidade. O verão é também a temporada de chuvas: historicamente, dezembro e janeiro são os meses em que mais chove na cidade. Mas não desanime: vai dar praia! Com o calor intenso, os cariocas têm o costume de usar o ar-condicionado bem gelado, tanto nos comércios quanto nos meios de transporte.

Mesmo nas outras estações, o frio passa longe. No auge do inverno brasileiro, a temperatura mínima no Rio não costuma ficar abaixo dos 18ºC. Porém, podem ocorrer frentes frias e outros fenômenos climáticos. Então, verifique a previsão do tempo atualizada antes de fazer a mala.

rio de janeiro

Top 9 atrações para visitar no Rio de Janeiro

A cidade é riquíssima em atrativos. Quando o assunto é praia, a beleza é indiscutível – porém, é preciso tomar cuidado com furtos. O ponto turístico mais famoso é o  Cristo Redentor, estátua no estilo art decó situada no alto do morro do Corcovado. Foi eleita uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

#1

Cristo Redentor

O monumento mais conhecido do Rio de Janeiro. Fica no topo do morro do Corcovado.

#2

Jardim Botânico

Instituto de Pesquisa aberto à visitação. É popular pelos jardins exuberantes e coleções de plantas.

#3

Praia de Copacabana

Tornou-se a praia mais famosa do mundo pelo icônico calçadão, projetado por Burle Marx.

#4

Pão de Açúcar

Composto pelo Morro do Pão de Açúcar e pelo Morro da Urca. É possível visitar de bondinho.

#5

Parque Lage

Parque e palacete aos pés do morro do Corcovado. São 52 hectares de àrea verde e jardins paisagísticos.

#6

Escadaria Selarón

Obra arquitetônica feita manualmente pelo artista Jorge Selarón nos anos 90. Fica a 5 minutos da Lapa.

#7

Por do sol no Arpoador

A vista da pedra do Arpoador é de tirar o fôlego. Ao entardecer, o local conquista plateia e aplausos.

#8

Bairro de Santa Teresa

No topo de uma colina, lembra uma vila colonial. É reduto de bares e restaurantes charmosos.

#9

Lapa

Um bairro para viver o samba e a boemia carioca. São apenas 13 ruas e a grande praça com aqueduto.

Gastronomia carioca

A gastronomia do Rio de Janeiro considera a feijoada de feijão preto como um dos principais pratos típicos. Apesar de estar presente por todo o Brasil, ela é importante no Rio. É encontrada em todos os bairros da cidade, inclusive em releituras criativas. O Picadinho Carioca também é uma iguaria regional: carne de boi cortada em cubinhos e refogada com cebola, alho e tomate. Outro prato local é o Filé à Oswaldo Aranha, uma homenagem ao diplomata que tinha o costume de pedir o prato no bar Cospomopolita, nos anos 30. Filé mal passado coberto por alho frito e acompanhado de arroz branco, farofa e batatas portuguesas. Pratos de outros países e regiões do Brasil também estão profundamente incorporados à culinária do Rio. Sobretudo iguarias portuguesas, vindas com a colonização – e, por consequência, outros pratos comuns entre os escravos. A herança africana e indígena é bastante presente na cozinha carioca.

No entanto, a maior riqueza culinária se encontra na boemia. Nas mesas de botequim, uma diversidade de pratos e petiscos acompanham as garrafas e mais garrafas de cerveja bem gelada, de segunda a segunda. A cerveja é apelidada apenas de gelada. Nas comidas de rua, é imprescindível falar dos ícones: Biscoito Globo (biscoito de polvilho) e mate gelado, vendidos por ambulantes nas praias. A popularidade é tamanha que os vendedores foram decretados Patrimônio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro e o Biscoito Globo tornou-se um fenômeno da cultura pop carioca. Uma curiosidade é que nenhum dos dois é natural do Rio de Janeiro. No Brasil, o biscoito de polvilho se disseminou em São Paulo e o mate vem do Paraná.

Comidas típicas do Rio de Janeiro
  • Açaí gelado (Pará)

  • Bolinhos de feijoada, camarão e bacalhau

  • Biscoito Globo

  • Caldinho de feijão

  • Caldo verde

  • Culinária sírio-libanesa – no Centro da cidade

  • Empadas (Portugal)

  • Feijoada
  • Filé à Oswaldo Aranha

  • Filé com fritas

  • Frango a passarinho

  • Mate gelado

  • Mocotó (herança deixada pelos escravos)

  • Pastéis de Belém (Portugal)

  • Pasteizinhos fritos

  • Picadinho Carioca

  • Pão de queijo (Minas Gerais)

  • Podrão – o apelido carioca do cachorro-quente

  • Pratos à base de bacalhau (Portugal)

  • Sardinha frita

Bares e restaurantes

O Rio de Janeiro é o segundo pólo gastronômico do Brasil, ficando atrás apenas de São Paulo. Chefs do mundo todo desembarcam na cidade em busca de novas experiências tanto na cozinha quanto nos negócios. A diversidade de ingredientes e a pluralidade do público permitem a consolidação de variados estilos culinários na cidade. Com o nível profissional do mercado, a cena gastronômica local – sobretudo a alta gastronomia, só crescem. O Rio é o local perfeito para descobrir novas combinações de sabores e aventurar o paladar.

Informações importantes

Antes de pagar a conta, verifique se o valor está correto e se você realmente consumiu todos os itens que estão sendo cobrados. Esta dica é importante para que você não seja passado para trás. Infelizmente, está é uma situação comum em cidades onde o índice de desigualdade é alto. Mas não se desanime! Nem mesmo um valor errado pode invalidar a experiência deliciosa de explorar a gastronomia carioca. Sobre as gorjetas, elas são sempre bem-vindas. Porém, os bares e restaurantes costumam incluir a taxa de serviço na conta, que varia entre 10% a 12% do valor consumido. Muitos funcionários dependem deste valor extra para incrementar a renda. Porém, no Brasil o pagamento da taxa de serviço não é obrigatório.

No Rio de Janeiro, existe uma lei que obriga todos os bares e restaurantes a fornecer água filtrada de graça aos clientes. Mesmo que a informação não esteja visível no estabelecimento, você tem o direito de solicitar um copo d’àgua à pessoa que estiver te atendendo. Isso não significa que os lugares deixem de cobrar pela água mineral – ela ainda pode ser vendida. Portanto, seja específico ao pedir um copo de água filtrada por conta da casa.

#1

Nosso

Restobar em Ipanema. Comidinhas simples, mas extremamente sofisticadas, e coquetéis clássicos e autorais.

#2

Chon Kou

Restaurante chinês na orla de Copacabana. Comida gostosa, bem servida e decoração ornamentada.

#3

¡Venga! Chiringuito

Tapas, sangrias e coquetéis com vista para a orla de Copacabana. Gastronomia vibrante com frutos do mar

#4

Ettore

Cantina italiana com o DNA de uma família do Sul da Itália, com mais de um século no ramo da gastronomia.

#5

Páru Inkas Sushi & Grill

Cozinha nipo-peruana. Os pratos peruanos vêm em roupagem nova e o Sushi é inspirado pelos ingredientes do Rio de Janeiro.

Onde se hospedar

A seleção gastronômica da Now Boarding no Rio de Janeiro. Os restaurantes indicados fazem um tour culinário por diferentes cozinhas e uma gama imensa de sabores.

$$$$

Emiliano

Tem sido estudado como a melhor hotelaria do Rio. Um hotel de alto padrão para viver momentos exclusivos.

$

B&B Copacabana Forte

Hotel de design barato e bem localizado. Fica em Copacabana, a uma quadra da praia.

$$$

Vila Galé Rio de Janeiro

Uma viagem no tempo pelo palacete histórico do século XIX. Hospedagem de luxo no centro histórico do Rio.

$$$$

Mama Ruisa Boutique Hotel

Fica no charmoso bairro de Santa Teresa. A decoração contempla uma coleção de design modernista brasileiro.

$$$

Mercure Rio Boutique Copacabana

A essência do hotel se inspira na tropicalidade carioca tanto na decoração quanto no menu do restaurante.

Compartilhe este Guia de Viagem:

COMENTÁRIOS