AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2.1 min

PUBLICADO EM

05/12/2014

A jornalista Amanda Ripley sempre evitou fazer reportagens sobre educação, preferindo qualquer outro assunto. Até que um dia foi designada a escrever sobre uma polêmica educadora e ficou intrigada. O mistério era: por que alguns estudantes estavam aprendendo tanto, e outros tão pouco? Durante a pesquisa ela se depara com um gráfico da evolução educacional comparando diferentes países e culturas. E as informações mudam sua perspectiva e premissas sobre o que as crianças precisam para atingir seu potencial de aprendizagem. Assim surgiu As crianças mais inteligentes do mundo.

A maioria dos países não é capaz de proporcionar a todas as crianças uma educação nos níveis mais altos, nem mesmo para estudantes em melhor situação financeira. Entretanto, em um pequeno número de países praticamente todas as crianças vinham desenvolvendo a capacidade de raciocínio crítico em matemática, ciências e leitura. Não se limitando a apenas memorizar fatos; passavam a solucionar problemas e se adaptar. Ou seja, estavam aprendendo a sobreviver na sociedade moderna.

A questão é que o mundo mudou. A dificuldade de empresários encontrarem mão de obra para dar conta de uma fábrica moderna ou de preencher um cargo na área de vendas é enorme. É necessário gente capaz de ler, solucionar problemas e relatar o que se passou em seu turno de trabalho. Cada vez mais a mediocridade escolar e educacional se torna um fardo muito pesado a carregar. Em uma era na qual o conhecimento se tornou mais importante do que nunca, por que alguns jovens sabem menos do que deveriam? Que parcela dos problemas pode ser atribuída a fatores como diversidade, pobreza ou dimensão do país? Ou ainda, diretrizes políticas, cultura, políticos, pais, professores?

A autora descreve sua investigação de campo, entremeando a narrativa com a história de três estudantes intercambistas que fornecem informações e perspectivas de suas experiências em países com alto nível de aprendizagem.           

Um livro bem escrito, de leitura fácil, agradável e informativa. Um relato de histórias, avaliações e impressões para que o leitor tire suas próprias conclusões. Indicado não apenas para docentes e políticos, mas para pais preocupados com a educação de seus filhos. Editora Três Estrelas. R$ 62,00.

vendas@livrariadochain.com.br

Amanda Chain

Publicado no Aeroporto Jornal – dezembro/2014

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS