AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.7 min

PUBLICADO EM

28/10/2020

A Argentina abriu duas rotas para a entrada de estrangeiros no país. A partir da meia-noite do dia 30 de outubro, estrangeiros podem chegar ao país vizinho só por duas entradas: pelo Aeroporto Internacional de Ezeiza e terminal marítimo de Buquebús, na Cidade Autônoma de Buenos Aires. Esta permissão, a UND 814/2020, foi publicada no domingo, 25.

Esta UND, do Ministério do Interior, não altera as condições de entrada de argentinos e residentes no país que podem continuar a fazê-lo por via aérea, marítima ou através dos cinco postos terrestres atualmente habilitados.

Para os estrangeiros que quiserem entrar na Argentina eles devem apresentar no momento do processo de imigração: uma Declaração Eletrônica que terá que ser preenchida dentro de 48 horas antes do embarque, um teste PCR com resultado negativo e seguro de saúde Covid.

O Ministério do Interior reforça que os estrangeiros devem cumprir sem exceção com os três requisitos senão serão impedidos de entrar na Argentina.

Além disso, todos os estrangeiros que entrarem na Argentina serão atingidos pelas disposições da Decisão Administrativa (DA) da Sede do Gabinete que regulamenta a atividade turística.

No caso de argentinos entrarem no país nas mesmas condições que os estrangeiros de países vizinhos, ou seja, Ezeiza ou o terminal de Buquebús, eles podem optar por um teste PCR ou quarentena obrigatória, enquanto a quarentena de quatorze dias permanecerá obrigatória nas passagens de fronteira.

Enquanto isso, as companhias aéreas e a companhia de transporte fluvial que operam no trânsito de estrangeiros devem exigir o cumprimento das medidas estabelecidas antes do embarque de pessoas sob pena de serem aplicadas multas.

Permanecem em vigor as medidas de segurança sanitária obrigatórias em vigor em todas as entradas do país, que são: distanciamento social, tomada de temperatura e uso de máscaras, entre outras.

Fonte: Argentina Travel

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS