AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2 min

PUBLICADO EM

05/04/2017

Não importa quantas vezes vá a Buenos Aires, a cada visita descobrirá algo novo. Se gosta de “turistar”, faça os passeios clássicos. Se seu estilo é de viajante que foge dos roteiros tradicionais, há uma infinidade de opções do que fazer na capital argentina.

Escolha um bairro para se perder. Caminhe pelas ruas, observe a arquitetura local, o comércio, o trânsito, as pessoas e as intervenções urbanas.

Para se sentir nativo, use o transporte público. É uma rica experiência social.

Na Avenida Corrientes, a Broadway argentina, estão as badaladas salas de espetáculos. Ali você também encontra o Paseo La Plaza, uma charmosa galeria com restaurantes, bares, lojas e salas de teatro. Escolha um cinema fora do circuito dos shoppings. 

Sabor

Descubra uma banda da cidade e vá ao show. Há diversos espaços de apresentações de músicos locais, festas e eventos artísticos por toda parte. Comece pelo Centro Cultural Recoleta, uma joia no coração da cidade.

Jante no La Dorita. Nos restaurantes onde há velhinhos tenha certeza – o sabor será riquíssimo. Se quiser uma vista que chega a tocar o Uruguai, vá ao Zirkel. Aperitivos e boas cervejas: Palermo. Para se sentir na Buenos Aires do século passado: El Hipopotamo. Se o negócio é ostentação, Puerto Madero.

Converse com os argentinos, aproveite a hospitalidade.

Esqueça o que ouviu sobre rivalidade. Você poderia ser lembrado dos 7×1.

Use sua bagagem de cinco títulos mundiais e brinde nossas conquistas com um Fernet, tradicional licor. 

Para não cair em furadas pesquise.

No Portal Aires Buenos você encontra milhares de informações e consegue compreender como os argentinos levam a vida – com buena onda!

Comer: La Dorita – Humboldt 1892, Palermo.

Passear: Bairros Colegiales, Nuñez e Belgrano.

Curtir: Palermo a partir do final da tarde.

Autoconhecimento: La Abadia – localizada na antiga Abadia de San Benito, é lugar de oração, estudo e palco de exposições e oficinas sobre a cultura da América Latina. Calle Gorostiaga, 1908.

Desfrutar: Centro Cultural Recoleta. Centro de exposições e local de apresentação do Grupo Fuerza Bruta. Calle Junín 1930, Recoleta.

Ampliar horizontes: cinema, teatro e livrarias. 

Para se informar: www.airesbuenosblog.com

Marina Oliveira, diretora de Jornalismo da Brigadeiro Comunicação, com fotos

Publicado no Aeroporto Jornal – abril/2017

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS