AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1 min

PUBLICADO EM

05/01/2015

O Museo Thyssen-Bornemisza é uma pinacoteca de velhos mestres e do século XX (na foto, Retrato de um campesino, de Paul Cézanne) localizada em Madri (Espanha) que mostra uma ampla seleção da coleção reunida pela família Thyssen-Bornemisza ao longo de sete décadas. Inaugurado em 1992, o Museu forma junto com os museus estatais do Prado e o Reina Sofia (ambos também em Madri) a concentração pictórica mais importante da Europa.

Em 2004 o Museo Thyssen-Bornemisza passou por uma ampliação para albergar o núcleo mais valioso da Coleção Carmen Thyssen-Bornemisza mediante a anexação de dois edifícios próximos, os palácios Goyeneche que também foram reformados. Como os Thyssen concordaram em vender ao governo a parte substancial da coleção (775 obras, entre elas o chamado núcleo indivisível), a Espanha conseguiu ter a posse de uma das coleções privadas mais valiosas do mundo e possivelmente a mais variada e completa no que se refere a pintura.

Na foto, a obra “Beijo”, de Théodore Géricault

Mais na editoria Arte & Cultura

Publicado no Aeroporto Jornal – janeiro/2015

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS