AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.5 min

PUBLICADO EM

05/12/2015

“Se queres ser universal, começa por pintar tua aldeia”, dizia Liev Tolstói. Conhecer a nossa história é fundamental para traçar nosso futuro. Inclusive, para se ter uma noção de progresso, precisamos conhecer nossos personagens e a importância que tiveram. Manoel Ribas governou o Paraná por treze anos ininterruptos, do período de 1932 a 1945. Entre suas obras, estão a construção da Estrada do Cerne, de vital importância para o desenvolvimento do Estado, ligando o norte e o sul do Paraná, reaparelhamento do Porto, permitindo o escoamento da produção de café e fortalecendo o caixa por meio dos impostos gerados, intensificação do fomento à agricultura, os investimentos em educação, nas artes e na saúde. Por seu apoio à iniciativa privada, além de influência pessoal, trouxe investimentos ao Estado como a instalação da Klabin.

“Seu Ribas” quando assumiu o governo do Paraná já tinha muita experiência, tanto no ambiente político, como empresarial. Em seus anos em Santa Maria (RS) atuou na Viação Férrea, na Cooperativa Coopfer Que foi idealizada e gerenciada por ele. E, na política, consagrado homem público, uma vez que foi Intendente Municipal (depois prefeito) na cidade.

Manoel Ribas foi louvado por sua honestidade, temido por seu senso de dever, admirado pelo conjunto de valores éticos e patrióticos e pela aplicação permanente do conceito do certo e do errado.

O livro Desvendando Manoel Ribas: o homem, a obra, o mito, de F. Fernando Fontana, faz um resgate da história oral e documentada. É de leitura agradável e acessível. Inclusive muito divertida no capítulo que resgata os testemunhos e folclore do modo de ser do “Maneco Facão”. R$ 35,00

vendas@livrariadochain.com.br

Amanda Chain

Publicado no Aeroporto Jornal – dezembro/2015

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS