AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.8 min

PUBLICADO EM

05/03/2009

Localizada na Serra da Mantiqueira, ao Sul de Minas Gerais, o município de Itapeva, que faz parte do Circuito de Serras Verdes, encanta pelas belas paisagens e hospitalidade. Montanhas cortadas por cachoeiras, cercadas por flora e fauna remanescentes da Mata Atlântica, fazem da região um destino imperdível para o viajante em busca de tranqüilidade ou para os aventureiros que preferem um pouco de adrenalina.

Antes, um desafio para os bandeirantes, primeiros desbravadores que atravessaram as fechadas matas da Serra da Mantiqueira em busca de ouro e esmeraldas, hoje Itapeva é parada obrigatória para os ecoturistas e amantes do clima das montanhas.

Parte do Circuito Turístico de Serras Verdes, protegida pela Área de Preservação Ambiental (Apa), a região é dona de majestosas florestas de araucárias, cartão postal da Serra da Mantiqueira, ainda intocadas.

O clima, considerado um dos melhores do mundo, é caracterizado por verões amenos e invernos de temperaturas negativas, o que o torna único num país tropical como o Brasil.

São mais de 45 cachoeiras, mirantes, trilhas, sítios arqueológicos, pinturas rupestres, piscinas naturais de águas cristalinas e muito ar puro, num cenário que se completa com majestosas e antigas fazendas de café, convidando o visitante à prática de atividades diversas, para todos os gostos e idades.

Opções não faltam: cavalgadas, caminhadas, passeios de bicicleta, canoagem, arborismo, vôo livre e rapel.

Ou simplesmente, relaxar e curtir a paisagem, num hotel aconchegante.

Hábitos de vida simples ainda estão presentes no cotidiano dos moradores de Itapeva: o fogão à lenha, o queijo artesanal, doces, geléias e pães, além dos pratos típicos da cozinha mineira.

O Vale Suíço, um dos principais resorts de montanha do país, localizado em Itapeva, oferece pacote aos finais de semana, com pensão completa (café da manhã, almoço e jantar) A tarifa inclui hospedagem em acomodação dupla e serviços de lazer diversos espalhados pela área verde de 150 mil m² do hotel e cortesia para uma criança até 12 anos.

Publicado no Aeroporto Jornal – março/2009

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS