AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.1 min

PUBLICADO EM

03/12/2020

A Agência Espacial Europeia (ESA), com sede em Paris, divulgou ontem (3) um catálogo inédito e tridimensional que reúne cerca de 1,8 bilhão de estrelas de nossa galáxia, a Via Láctea.

O “censo” estelar foi elaborado pela missão Gaia e se baseia nos 34 primeiros meses de observação com o satélite, superando em precisão a versão precedente do relatório, publicada em 2018.

Em números exatos, o catálogo reúne 1.811.709.771 estrelas da Via Láctea, além de dados que mostram os movimentos oscilatórios dos astros nas franjas mais externas da galáxia, a rotação das estrelas nas Nuvens de Magalhães e 1,6 milhão de quasares, corações de galáxias distantes e cuja enorme luminosidade provém da atividade de buracos negros supermassivos.

Segundo Giorgio Saccoccia, presidente da Agência Espacial Italiana (ASI), que integra a ESA, o mapeamento da Via Láctea será uma fonte “inesgotável de dados para os cientistas”.

Já o mandatário do Instituto Nacional de Astrofísica (Inaf) do país, Marco Tavani, disse que o catálogo é uma “festa para a astronomia”. “Ele nos ajuda a estudar as dinâmicas de nossa galáxia e permitirá avanços na astronomia estelar”, declarou.

Fonte: Ansa

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS