AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.2 min

PUBLICADO EM

05/09/2013

Num ambiente simples, o Al Árabe pretender ser uma experiência gastronômica diferenciada para o paladar, com um novo estilo de interação com os temperos árabes.

Os donos do restaurante, Jorge e Hala, trouxeram sua experiência de uma casa similar que tinham na cidade do México, que fecharam ao se mudarem para São Paulo, em 2008. Jorge é mexicano, filho de sírios e se casou com Hala, síria e chefe de cozinha.

O Babaghanoush (pasta de berinjela com tahine), o Labneh (coalhada seca) e o Tabule (salada com trigo e salsinha) são preparados na hora por Halla, mas a vedete da casa, além do Falafel, Kafka e o Charuto de Uva, é o Arroz Doce Al Árabe (foto), um manjar de arroz doce regado com água de rosas e laranjeiras e um leva toque de miski. Coberto com geleia de damasco, amêndoas, pistache e mel.

É marca registrada do restaurante e Hala não esconde a receita: um copo de arroz, um litro de leite, uma xícara e meia de água de rosas; três bolinhos de miski e meio copo de açúcar. Colocar o arroz com o leite até cozinhar. Depois acrescentar açúcar, água de rosas e miski.

Deixar repousar por cinco minutos e levar à geladeira, antes de servir. De segunda a sexta, das 9h às 20h e aos sábados, das 9h às 18h.

Publicado no Aeroporto Jornal – setembro/2013

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS