AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2.1 min

PUBLICADO EM

24/06/2022

Uma nova companhia aérea internacional está operando no Brasil. A colombiana ultra low cost Viva Air está com três voos semanais entre São Paulo e Medelín. Com a promessa de “voar mais, pagando menos”, a Viva usa aeronaves A320neo (188 passageiros) com conexões diretas do Viva Connections Center: Hub Medelín para cidades como Miami, Punta Cana, Cancun, Cidade do México, e destinos de praia colombianos de Cartagena, Santa Marta e San Andrés.

Félix Antelo, presidente e CEO do Grupo, diz que “a Viva é uma empresa que trabalha para promover a inclusão aérea, permitindo que as pessoas voem mais graças aos benefícios do modelo ‘Ultra Low Cost’. Entrar no Brasil representa mais um passo para nossa empresa e um compromisso com todos os sul-americanos para que possam voar mais e para mais destinos, pagando menos”. A chegada da Viva ao Brasil consolida a estratégia de expansão da companhia aérea que planeja abrir 30 novas rotas nos próximos anos.

Mesmo com os entraves que envolvem o setor aéreo no Brasil, como a volatilidade do dólar e o valor do querosene de aviação (QAV-1), a Viva oferecerá aos viajantes passagens promocionais de lançamento, que já estão à venda por meio do site (clique aqui), além de agências e operadoras de viagens associadas, todos saindo de Guarulhos as terças, quintas e domingos.

CONHEÇA: A metrópole das alturas, Bogotá

A possibilidade de vender bilhetes aéreos a preços reduzidos que podem chegar a 35% de desconto em voos com saídas do Brasil está diretamente alinhada com o modelo low cost, a conquista de 95% de pontualidade média em seus voos e uma ampla malha de rotas que a posicionam como a opção mais eficiente e eficaz na hora de voar.

A Viva opera 45 rotas domésticas na Colômbia e Peru e 13 rotas internacionais para os Estados Unidos, México, Peru, República Dominicana, Argentina e Brasil. A expectativa, segundo Francisco Lalinde, vice-presidente de Operações da Viva, é que “o mercado de aviação brasileiro será atingido pelo ‘Efeito Viva’ que já vimos em outras operações. Nosso atendimento, aliado aos preços mais baixos, impactam o setor e melhoram as condições de viagem para todos. É um efeito positivo para toda a cadeia produtiva do turismo”.

Os bilhetes São Paulo-Medelín estão a partir de US$ 129 ida ou US$ 269 ida e volta.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS