AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2 min

PUBLICADO EM

24/06/2022

A Baía de Paranaguá, no Litoral do Paraná, com seu mar, rios, ilhas, praias desertas, manguezais e matas preservadas podem ser percorridos numa canoa havaiana. O passeio pode ser feito no Passaúna Paddle Club que está no Centro Histórico de Paranaguá. A canoa sai da base nas águas do Rio Itiberê para visitar vários pontos da região, como a Ilha do Mel, Ilha das Cobras, Ilha dos Valadares, Ilha da Cotinga, Piaçaguera e a ponta do Ubá. Durante o percurso, golfinhos e guarás acompanham as remadas.

O Passaúna Paddle Club tem sede em Curitiba e é pioneiro na prática de canoa havaiana no Paraná, batizando sua primeira embarcação em 2015. A nova sede em Paranaguá conta com instrutores especializados em conduzir desde iniciantes até atletas com mais experiência. Oferece desde aulas avulsas, a partir de R$ 30, até planos mensais, semestrais e anuais. Remadas durante o dia, nas noites de lua cheia ou ainda para apreciar o nascer e o pôr do sol fazem parte dos roteiros.

CONHEÇA: A linda Ilha do Mel

Também conhecida como canoa polinésia ou Va’a, a canoa havaiana é a modalidade de esporte a remo que mais cresce o Brasil. A origem deste tipo de canoa é a região da Polinésia, no Sul do Oceano Pacífico, em ilhas como o Havaí. Antigas tribos utilizavam estas embarcações para desbravar os mares e viajar de uma ilha a outra. Como foram criadas para navegar em alto mar, são muito estáveis e desenvolvem grande velocidade.

Foto: Alex Salles

Para que a canoa navegue bem, é importante um trabalho de equipe: todos os remadores têm que trabalhar em sincronia, com os remos entrando ao mesmo tempo na água. Sincronia e um forte espírito de grupo fazem parte da prática.

A Baía de Paranaguá tem um grande potencial para o turismo ecológico e para a prática do remo. “Com a canoa havaiana, chegamos a locais belíssimos que são pouco visitados. Assim, aliamos o esporte a uma grande integração com a natureza”, conta o instrutor responsável pela base de Paranaguá, Alex Salles. Toda a prática é realizada com coletes salva-vidas e acompanhamento de instrutores especializados.

Informações no (41) 99792-4657.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS