AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2.6 min

PUBLICADO EM

05/05/2017

Quem que não gosta de vinho que não deseja conhecer vinícolas e fazer degustação de seus vinhos? Sommeliers, a pedido do Sonoma indicam roteiros de enoturismo para conhecer a história, cultura, tradições, experimentar a culinária típica e desfrutar de vinícolas que investem em atrações para os turistas.

Espanha, por Jô Barros

O Sul da Espanha é encantador, em especial a região de Andaluzia que abriga a cidade de Jerez de La Frontera e seus vinhos fortificados, que fazem qualquer um meditar quando se prova um vinho como esses. Em qualquer uma das vinícolas, eu indico que aprecie uma boa taça de Jerez, veja um espetáculo de flamenco, dança típica da região, acompanhado de um bom “tapeo” (tapas espanholas). Vale a pena provar a rabada, ou como eles falam por lá “cola de toro”.

Dicas das vinícolas: Bodegas Tradición (foto que abre a matéria), El Maestro Sierra, La Guita/HRPM e La Bota de Vino.

Estados Unidos, por Alykhan Karim

Freemark Abbey (foto), em Santa Helena, na Califórnia, foi a primeira vinícola de Napa que teve uma mulher como dona. Existe há 50 anos e tem a maior seleção de Napa Cabo de toda a região. Tem muitos vinhos caros. Porém há seleções bem interessantes e mais baratas.

Cheguei a experimentar um vinho de Porto feito com a uva Zinfandel que custava US$ 25 direto na vinícola.

Kendall Jackson é a maior propriedade da maior família de viticultura dos Estados Unidos. Os vinhos são excelentes e vale a experiência de harmonizações no almoço: sete pratos pequenos, super criativos, desde gaspacho com caviar de lake trout e tarragaon até um pequeno banh mi (sanduíche vietnamita) feito com barriga de porco, puré de amora e um toque de pimenta asiática.

Brasil, por Sonia Denicol

Muitas pessoas que gostam de vinho costumam buscar destinos internacionais para suas viagens enoturísticas.

Há um lugar fascinante no Brasil: o Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha.

São muitas as vinícolas a visitar, para todos os gostos.

A maior vinícola brasileira está no Vale, a Miolo, com capacidade de produção para mais de 15 milhões de litros/ano. Visita para conhecer todos os processos e tecnologias utilizadas para a produção de vinhos em grande escala.

Casa Valduga é uma visita imperdível. A vinícola conta com uma pousada e dois restaurantes, que juntos formam a Vila Valduga, um lugar encantador e acolhedor. A hospedagem é uma oportunidade para conhecer a cultura da região através de seus vinhos, da comida típica e da calorosa hospitalidade do gaúcho.

Há muitas opções ao longo do Vale e algumas são paradas obrigatórias como Angheben, Dom Candido, Larentis, Lídio Carraro, Pizzato e Vallontano.

Outros sabores na editoria Sabores do Mundo

Publicado no Aeroporto Jornal – maio/2017

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS