AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2.8 min

PUBLICADO EM

05/05/2012

No Extremo Norte do Brasil existe uma Amazônia formada por campos verdes, conhecida em Roraima como lavrado. O lugar reúne uma exuberante biodiversidade (cachoeiras, aves e rios) com o turismo ecológico-cultural (trekking, observação de animais e artesanato em pedra-sabão). Este paraíso se chama Tepequém, um vulcão extinto há milhares de anos. Os indígenas o chamam de “Tupã queem” que significa “Deus do Fogo”. É a Serra do Tepequém.

Hoje, dos altos 1.150 m de altitude, se mostra em meio às savanas amazônicas aos visitantes. Seu platô atrai turistas em busca de aventuras e descanso. No passado foi campo de extração de diamantes, fato que gerou a história de duas vilas próximas, Vila do Paiva e a Vila Cabo Sobral. O acesso é feito por estrada asfaltada até a Vila do Paiva. De lá partem turistas que podem solicitar condutores habilitados pelo governo de Roraima rumo às quedas d’água da cachoeira do Paiva, caminhadas pelas corredeiras do Funil e as trilhas da cachoeira do Barata ou olhar a comunidade na produção do artesanato em pedra-sabão. Podem também observar tamanduás, garças, papagaios e belos buritizais anunciando o dia.

O pôr do sol e o amanhecer são espetáculos que o Tepequém revela a quem nele se delicia. Para chegar o turista
sai de Boa Vista e segue a BR-174, sentido Venezuela, até o km 102. Dali percorre 58 km pela RR-203, até a Vila Brasil, sede do município de Amajarí. Após segue por estrada mais 48 km até a Vila do Paiva, todo o percurso é asfaltado. No Tepequém o turista terá acesso à infraestrutura de hotéis, guias de turismo, acesso por asfalto ao local e alimentação.

Publicado no Aeroporto Jornal – maio/2012

Tepequém Sierra

In the extreme north of Brazil there is an Amazon formed by green fields, known in Roraima as “lavrado”. The site
brings together an exuberant biodiversity (waterfalls, rivers and birds) with eco-cultural tourism (hiking, observing
animals and soapstone crafts). This paradise is called Tepequém, an extinct volcano thousands of years ago. The
natives call it “Tupã queem” which means “God of Fire.”

Today, from its 1,150m of altitude, it stands among the Amazonian savannas to visitors. Its plateau attracts tourists
in search of adventure and relaxation. In the past It was a field of diamonds extraction, a fact that generated the story of two nearby villages, Vila do Paiva e Cabo Sobral. Access is by paved road to the village of Paiva.

From there tourists can apply for authorized drivers by the Roraima state government to go towards the Paiva waterfalls, walks through the Funil rapids and the Barata waterfall trails or to watch the community in the production of soapstone crafts. They can also see anteaters, herons, parrots and beautiful buritizais announcing the day.

The sunset and sunrise are shows that Tepequém reveals for those who delights in it. To get there tourist leaves Boa
Vista and follows to the BR-174, towards Venezuela, up to km102 covering 58 km by RR-203, towards Brazil village,
the town of Amajari. After that about 48 km by the road to Vila Paiva; the entire route is paved. In Tepequém the
tourist will have access to the infrastructure of hotels, tour guides, asphalt access to the site and food.

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS