AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2.6 min

PUBLICADO EM

05/12/2017

Já se passaram quatro meses desde que as primeiras unidades do Renault Kwid Intense começaram a circular e nunca houve tanto alarde em torno dele.

Aguardei com paciência até que fosse liberada uma unidade para realizarmos o teste que você acompanha logo a seguir. Tive bastante tempo para estudar a ficha técnica e acompanhar as primeiras impressões de quem já o testou.

Se você procura um carro com linhas agradáveis, ágil, compacto, equipado na medida certa e absurdamente econômico por volta de R$ 40 mil, esse, sem dúvida, é o seu carro. Todavia, saiba que ele foi projetado para ser leve e de baixo custo, o que não quer dizer um produto de má qualidade.

O acabamento é honesto, não tem luxo, mas é bem montado. Com exceção da ausência de um marcador de temperatura externa, e do para-choque traseiro ser preto e sem pintura enquanto o dianteiro é da cor do carro, ele tem todos os equipamentos necessários para uma condução segura no dia a dia: faróis de neblina, direção elétrica com volante de boa empunhadura, 4 airbags (sim, 4, o que ajudou garantir 3 estrelas no teste de colisão Latin NCap), ar condicionado, vidros dianteiros elétricos,  espelhos retrovisores com comando elétrico no painel, travas automáticas nas portas, computador de bordo, conta-giros e central mídia nav com bluetooth, GPS e câmera de ré completam o quadro de instrumentos.

Até o limpador de palheta única é pantográfico, dando agilidade ao movimento e ainda faz seu trabalho em silêncio. Os bancos da frente são inteiriços, e devido a largura do carro, estreitos. Mesmo assim acomodam bem. Os de trás possuem três encostos de cabeça ajustáveis, mas somente dois cintos de três pontos, o do meio é subabdominal. Conta com dois engates ISOFIX.

Leve

Utiliza um motor flex de 3 cilindros, 70cv a 5.500 rpm e torque de 9,8 kgfm.  Rodamos 447,3 km sendo 60% na cidade e 40% na estrada, com um até 5 passageiros e no final fizemos a excepcional média de 17,2 km/l, com gasolina.

O carro é leve (798 kg) e o seu conjunto de motor e câmbio dá conta do recado.  Seus pneus são 165/70/R14 Continental ContiEcoContact e o tanque comporta 38 litros. No cofre do motor nota-se o cuidado com a pintura e ampla utilização de matérias fonoabsorventes para amenizar o ruído. Todo motor de 3 cilindros, por sua própria concepção, é mais ruidoso do que um de 4, mas nada que torne a sua condução menos agradável.

O porta-malas do Renault Kwid Intense, nesta versão, vem com comando elétrico para abertura pela chave ou por um botão no painel. É todo forrado e tem capacidade de 290l.

Conclusão: o carro anda bem na cidade e na estrada, é econômico e tem um custo benefício imbatível. Antes de criticar saiba qual é a proposta do carro e dirija dentro dos limites dele. Recalls a parte, você vai se surpreender.

O veículo foi cedido pela fábrica.

Carlos Fernando Schrappe Borges

Publicado na Now Boarding – dezembro/2017

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS