AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2.5 min

PUBLICADO EM

05/11/2017

QUEM ACHA QUE GASTA MUITA ENERGIA FAZENDO A MALA? E quem leva mais roupas do que precisa? Ainda se lembra da reunião que teve de esconder os pés porque levou a meia da cor errada?

Quem tem viagens de trabalho como uma constante na sua vida, provavelmente já passou por algumas dessas situações.

Em tempos de mudanças de regras de bagagem então, fazer uma mala enxuta e funcional ganhou ainda mais importância. Afinal, ninguém quer jogar dinheiro fora. Ah, e se você pretende investir em uma boa mala de mão, lembre-se de levar em conta o peso da mala.

Antes de mais nada, verifique a previsão do tempo. Depois, a agenda. Quais os compromissos: jantar? Almoço com cliente? Evento? Trabalho operacional o dia inteiro? Faça isso primeiro e anote todas as ocasiões. E se você tem algum evento importante que exija um traje específico? Quantos dias você vai ficar?

Não existe segredo, o que existe é planejamento. Para nortear o processo, uma boa referência é:

– Uma parte de cima (camisas, blusas) para cada dia.

– Uma terceira peça (blazer, cardigã) a cada dois ou três dias.

– Uma parte de baixo (calça/saia) para cada três partes de cima (camisas, blusas).

– Um sapato para cada parte de baixo (coloque sempre dentro de porta-sapatos, para não sujar as roupas). Um cinto para cada sapato.

– Um pijama.

– Roupas intimas.

– Uma meia para cada dia, sem esquecer de combiná-las com os sapatos.

– Para os homens:  se você usa terno, um é suficiente para uma viagem de 3 ou 4 dias. Leve uma gravata para cada dia.

– Para as mulheres: abuse dos acessórios. Eles mudam o seu visual e quase não ocupam espaço. Escolha uma bolsa curinga que possa transitar bem em todas as ocasiões.

Se você sabe que terá tempo livre para alguma atividade de lazer, não esqueça de levar uma roupa e um sapato mais confortáveis para isso.

Na hora de escolher as cores, prefira as neutras (branco, preto, cinza, marinho) – que combinam entre si. Evite peças estampadas ou coloridas.

Minha dica é começar sempre definindo as partes de baixo, e a parti daí, escolher os sapatos e as partes de cima que combinem.

Caso sua viagem seja longa e você precisar despachar a bagagem, deixe seus itens de higiene e a roupa que usará no primeiro compromisso na sua bagagem de mão, para o caso da sua mala ser extraviada.

Quando viaja a negócios, para uma reunião ou para um congresso, você tem a oportunidade de conhecer pessoas com quem normalmente só fala virtualmente, estreitar laços com colegas, ampliar seu networking ou sua carteira de clientes. São motivos mais que relevantes para você redobrar a atenção com a aparência.

Pense nisso e boa viagem.

Karla Giacomet, consultora de imagem

Publicado na Now Boarding – novembro/2017

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS