AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.9 min

PUBLICADO EM

15/09/2020

O primeiro laboratório para exame do Covid-19 em um aeroporto, está instalado no saguão de embarque do Terminal 3 do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. A parceria, inédita, é da GRU Airport, a concessionária do Aeroporto, e do Laboratório CR Diagnósticos, rede autorizada pelo Instituto Adolfo Lutz. O resultado sai em até 4 horas.

Com funcionamento 24 horas todos os dias da semana, o laboratório realizará mais de noventa exames por hora e contará com uma equipe de mais de quarenta profissionais, divididos em turnos.

Qualquer pessoa (passageiros, frequentador ou funcionário do Aeroporto) que tenha a necessidade de realizar a RT-PCR pode se dirigir ao local com documento de identificação com foto (RG, CNH ou passaporte) em mãos e solicitar o exame que custa R$ 350s. Em até 4 horas o cliente receberá um alerta por SMS, podendo visualizar o resultado pelo próprio celular ou receber a versão impressa do laudo, em dois idiomas, português e inglês, em um dos guichês do posto avançado de atendimento.

Protocolo

O RT-PCR é um teste molecular que detecta o vírus através da análise de uma amostra de secreção nasal e da orofaringe, coletadas por meio de um swab. Alguns países, como Portugal e França, exigem que os passageiros apresentem este tipo de teste para permitir a entrada em seus territórios. Esse exame é homologado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“A iniciativa é mais uma facilidade e alternativa que o GRU Airport disponibiliza aos seus passageiros, principalmente, aos que têm destinos internacionais. O teste RT-PCR é, atualmente, exigido para entrada em diversos países e, agora, sem que seja necessário sair do Aeroporto, o solicitante terá o resultado emitido em poucas horas”, destaca Gustavo Figueiredo, presidente da GRU Airport.

“O exame vai permitir uma retomada gradual e com segurança das pessoas. A nossa equipe, que conta com o bioquímico, Dr. Carlos Santos, especialista em análises moleculares há mais de trinta anos, desenvolveu um protocolo baseado nas publicações do Centro Americano de Controle e Prevenção de Doenças, possibilitando trazer maior comodidade e agilidade para a realização da RT-PCR”, diz Rene Pimenta, fundador do Grupo CR Diagnósticos.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS