O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas amplia a pista de pouso e decolagem em 664 metros, passando de 2.194 para 2.858 metros de extensão o que já permite maior fluxo de voos internacionais que poderão fazer suas operações com mais segurança e, inclusive, sem escalas.

A obra é resultado de parceria entre a Itaipu Binacional, a Infraero e o governo do Paraná. Na pista, o investimento total foi de R$ 53,9 milhões, sendo 80% oriundos da Itaipu. A ampliação foi concluída cerca de treze meses após seu início, em 28 de fevereiro de 2020. O presidente Jair Bolsonaro e o governador Carlos Massa Ratinho Junior estiveram na cidade para a inauguração.

A ampliação da pista foi a última de uma sequência de obras de melhoramentos do Aeroporto de Foz do Iguaçu nos últimos anos, também em parceria da Infraero com a Itaipu.

Anteriormente, já tinham sido realizadas a duplicação da via que liga a Rodovia das Cataratas (BR-469) ao Aeroporto, a construção de uma nova pista de taxiamento e a ampliação do pátio de manobras de aeronaves. Esta fase de obras teve investimento de R$ 15,5 milhões. No total, as obras no Aeroporto alcançaram R$ 69,4 milhões, sendo R$ 55,5 milhões da Itaipu (80% do total) e R$ 13,9 da Infraero.

Com a reforma, a capacidade do Aeroporto passa de 2,6 milhões para 5 milhões de passageiros. As obras incluíram também ampliação da área de check-in, das salas de embarque e desembarque, implantação de escadas rolantes, carrosséis de bagagem, novos elevadores e quatro pontes de embarque (fingers); troca do asfalto de toda a pista; recape das pistas de táxi; e ampliação do sistema de ar-condicionado.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Foto: Jonathan Campos/AEN