AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.8 min

PUBLICADO EM

26/08/2020

A primeira-ministra da Finlândia, Sanna Marin, pediu na segunda-feira (24 de agosto) para reduzir a jornada de trabalho de oito horas diárias no país. A premier, de 34 anos, argumentou que a diminuição da carga horária pode ser compensada por mais produtividade.

O pedido da mais jovem primeira-ministra da história da Finlândia foi feito durante um evento do partido social-democrata.

Marin, que apresentou a ideia de uma jornada de trabalho de seis horas antes de se tornar premier, precisa convencer os outros quatro partidos da coalização que formam o governo para conseguir reduzir a carga horária dos trabalhadores devido ao aumento do desemprego causado pela pandemia do novo coronavírus.

“Precisamos elaborar uma visão clara e dar passos concretos sobre como a Finlândia pode seguir para diminuir a quantidade de horas de trabalho e para os finlandeses conseguirem ter vidas melhores”, declarou Marin.

De acordo com as autoridades de saúde da Finlândia, o país possui 7.871 casos da Covid-19 e 334 mortes.

Fonte: Ansa

A primeira-ministra

Sanna Mirella Marin (Helsinque, 16 de novembro de 1985) é uma política finlandesa. Filiada ao Partido Social-Democrata, é a primeira-ministra de seu país. Integrante do Parlamento, também ocupou o cargo de ministra dos Transportes e Comunicações em 2019.[

Em 8 de dezembro de 2019, após o primeiro-ministro Antti Rinne deixar o cargo, Marin foi selecionada para sucedê-lo no mais alto posto do governo finlandês.[ Tornou-se, assim, a chefe de governo mais jovem do mundo, superando Oleksiy Honcharuk, seu homólogo da Ucrânia. Também é a primeira-ministra mais jovem da Finlândia.

Apesar de ter nascido em Helsinque, passou a sua infância e juventude na cidade filandesa de Pirkkala. Em 2017, formou-se em Administração na Universidade de Tampere, com uma tese sobre a profissionalização dos dirigentes políticos em cinco cidades finlandesas. Dedicou-se à política a partir de 2006, tendo começado a sua carreira em Tampere, onde foi presidente da câmara (prefeita) em 2013-2017. Desde 2014, é vice-presidente do Partido Social-Democrata. Foi deputada do Parlamento da Finlândia desde 2015 a 2019 e ministra das comunicações no Governo Rinne em 2019. É considerada como pertencente à ala esquerda do partido.

Font: Wikipédia

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS