AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.3 min

PUBLICADO EM

05/05/2012

Leonardo da Vinci observava, analisava, investigava e criava. Para tanto, como método de trabalho, anotava o que via e imaginava: o voo dos pássaros e insetos, o crescimento das plantas, o corpo humano, as asas da libélula, criaturas grotescas, desenhos e projetos de máquinas que já existiam ou que ele criava. Seus cadernos de anotações são capazes de levar estudiosos a universos do pensamento, em forma de alegorias, fábulas, cartas, tratados filosóficos, profecias, anedotas, traduções, anotações científicas ou aforismos. O livro Fábulas, alegorias, adivinhações, da Edições SM, consegue captar nos textos deste artista ditados e conselhos seculares, seres fantásticos e reflexões sobre os grandes mistérios do mundo.

A obra é composta por seis fábulas, que mostram a relatividade de conceitos como “bom” e “ruim”, seis alegorias que invocam criaturas nunca vistas por um ser humano e seis adivinhações, nas quais a simplicidade da vida é revista de maneira única, como a água que evapora ou o tempo incontável.

As fábulas foram livremente adaptadas pela autora, Edith Derdyk, já as alegorias e adivinhações foram criadas pela artista a partir de pequenas observações científicas recolhidas dos cadernos de Da Vinci, traduzidos pelo mundo inteiro. Indicado para crianças a partir de 10 anos, o livro é capaz de mostrar que a dedicação aos estudos, às ciências e à filosofia não deve excluir o ludismo e a imaginação. 64 páginas. R$ 32,00.

Publicado no Aeroporto Jornal – maio/2012

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS