A Delta está estendendo sua isenção para oferecer mais flexibilidade aos clientes que refizerem a reserva de suas passagens internacionais, após a exigência do governo dos Estados Unidos para a realização prévia de teste de Covid-19 por parte de todos os passageiros que chegam de destinos internacionais. A medida entrou em vigor em 26 de janeiro. Lembrando que o presidente Biden voltou a proibir a entrada nos Estados Unidos de quase todos os viajantes não americanos que estiveram no Brasil, Reino Unido, Irlanda e 26 países da Europa que permitem viagens através de fronteiras abertas.

A companhia aérea isentará da diferença tarifária os viajantes que fizerem uma nova reserva em um bilhete internacional comprado até 12 de janeiro, se o voo foi originalmente agendado para ser realizado até 16 de fevereiro. Nesse caso, os clientes devem refazer a reserva de sua viagem para começar até o dia de 1º de fevereiro.

A empresa também desenvolveu um recurso dedicado a testagem de Covid-19, destacando os locais que realizam exames em nossa rede internacional, os quais oferecem um ou mais tipos dos testes aprovados. Mais informações estão disponíveis aqui.

De acordo com nossa atual isenção de taxa de alteração, os viajantes já podem remarcar seus voos sem incorrer no pagamento desse encargo.

Os passageiros da Delta podem verificar o status do seu voo clicando aqui.

Fonte: Assessoria de Imprensa