AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.8 min

PUBLICADO EM

25/09/2020

O Rio de Janeiro voltará a receber voos da Copa Airlines. Dia 19 de outubro a companhia do Panamá terá três voos semanais no Aeroporto do Galeão e, em São Paulo, a Copa terá mais opções de horários, com duas partidas diárias do Aeroporto de Guarulhos, com início em 3 de outubro.

A conexão com o continente americano por meio do Aeroporto Internacional de Tocumen, localizado no Panamá, seguirá todos os protocolos de biossegurança exigidos pelas autoridades de saúde dos governos da região.

A Copa Airlines atualmente conecta seus passageiros baseados no Brasil ao Panamá (Cidade do Panamá e David), México (Cidade do México e Cancún), Estados Unidos (Miami, Nova York, Washington DC, Los Angeles e Orlando) República Dominicana (Santo Domingo e Punta Cana), Equador (Quito e Guayaquil), Guatemala (Guatemala), Honduras (San Pedro Sula), El Salvador (El Salvador), Porto Rico (Santa Cruz), Jamaica (Kingston), entre outros destinos que são adicionados semanalmente a malha regional.

“O Brasil sempre foi um dos nossos mercados mais importantes globalmente e estamos extremamente felizes de poder voltar a operar em mais destinos e com aumento de frequência, em São Paulo, o que demonstra que os nossos passageiros estão, progressivamente, voltando a voar. Estamos confiantes na consistência das medidas de biossegurança que implementamos para garantir uma viagem segura para nossos clientes e colaboradores, em todas as etapas do percurso”, afirmou Christophe Didier, vice-presidente Global de Vendas da Copa Airlines.

Para consultar os voos disponíveis em setembro e outubro, é possível acessar o site para conferir todos os itinerários e fazer sua reserva.

A Copa Airlines também disponibiliza a Central de Reservas ou ainda as agências de viagens de sua preferência.

Os passageiros que possuem um bilhete válido na Copa Airlines poderão gerenciar as mudanças de data sem qualquer taxa de alteração. Todos os passageiros devem cumprir os requisitos estabelecidos pela empresa e pelas autoridades de saúde e imigração do país de destino.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS