AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.3 min

PUBLICADO EM

05/04/2013

São poucos os artistas que se dispõem a abrir seu local de trabalho. Quando
a oportunidade aparece e você pode conversar e conhecer o artista, ao lado de suas obras, você entra num universo apaixonante. É o caso do Estúdio Carlos Dala Stella.

Artistas são especiais; vêem o mundo de uma perspectiva e ótica própria (nunca distante da realidade, acredite) e passam esta observação perspicaz para suas obras.

O poeta, pintor e escultor curitibano (nasceu no italianíssimo bairro de Santa Felicidade em 1961) Carlos Dala Stella, estudou língua portuguesa e literatura brasileira antes de dedicar-se à pintura e à escultura.

O diálogo entre as artes plásticas e a escrita está presente tanto em seus desenhos, recortes e telas, como em seus painéis de cimento e vidro.

Já expôs em Monselice, na Itália (1987), em Montreal, no Canadá (2001), e em várias cidades brasileiras. Ilustrou livros, jornais e cartazes.

É autor de Caçador de Vaga-lumes (poemas), Riachuelo, 266 (contos e crônicas), Bicicletas de Montreal (desenhos e fotos), O gato sem nome (poemas e recortes) e Quer Jogar? (desenhos), obra que foi finalista do consagrado Prêmio Jabuti em 2011.

Pois Carlos Dala Stella vai recebê-lo (é só ligar 41-3374-4110 e agendar dia e horário, inclusive finais de semana) no seu ateliê, espaço de criação e também de exposição.

Para conhecer o trabalho, o artista tem um blog que é seu diário de ateliê.

Publicado no Aeroporto Jornal – abril/2013

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS