AUTOR

TEMPO DE LEITURA

3.2 min

PUBLICADO EM

29/09/2020

Bandeirantes, cidade do Norte Pioneiro do Paraná, lançou hoje (29) a pedra fundamental de um empreendimento que vai impulsionar, ainda mais, o turismo religioso no município. Todo dia 29 de setembro a população da cidade, de trinta mil habitantes, dobra para visitar o santuário de São Miguel Arcanjo. Agora, ali, será construído um complexo com trezentos chalés, o Hotel Morro dos Anjos, e um parque aquático de águas termais.

O total de investimento previsto é de R$ 150 milhões que também vai será aplicado no complexo do santuário.

Além dos chalés e parque aquático, com piscinas com temperatura de até 40°C e tobogãs, o resort também vai contar com estruturas indoor e vários equipamentos, incluindo uma piscina de surfe, playground temático, quadras poliesportivas, academia, lago pista de boliche, sala de cinema e restaurantes.

Em janeiro de 2021 começa a ser construído o Rincão, uma arena coberta de 30 mil m² com capacidade de receber 33 mil pessoas sentadas e cinquenta mil em pé. O espaço concentrará missas, shows e encontros, deve ser concluído em 2023.

Praça São Miguel

Também no ano que vem será iniciada a construção da Via Sacra, um trajeto com quinze capelas onde os devotos irão percorrer os quinze atos do calvário de Jesus. A previsão de entrega é em setembro de 2022.

Este mês será entregue a Praça São Miguel com praça de alimentação para 1,5 mil pessoas sentadas, infraestrutura de banheiros, loja de souvenir e praça de convivência para acolher os devotos.

Nos próximos meses, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística vai apresentar o projeto e a licitação para a construção de uma passarela nas proximidades do santuário para aumentar a segurança dos fiéis que visitam o local e precisam atravessar a rodovia que divide os dois espaços do complexo religioso.

Rota do Rosário

O Santuário de São Miguel Arcanjo, em Bandeirantes, é um dos 299 atrativos do Paraná no segmento do turismo religioso.

Ele integra a Rota do Rosário, projeto de turismo religioso sustentável em doze cidades dos Campos Gerais e do Norte Pioneiro. Criado em 2014, o trajeto da rota através das cidades tem o formato de um rosário. Ela inicia em Piraí do Sul e Jaguariaíva, passa por Arapoti, Ibaiti, Tomazina, Ribeirão do Pinhal, Siqueira Campos, Joaquim Távora e Santo Antônio da Platina e segue até Bandeirantes, Jacarezinho e Ribeirão Claro, onde o rosário se fecha.

Atualmente, a rota conta com onze santuários, duas igrejas, o Beatério do Preciosíssimo Sangue de Jesus, o Museu Sacro Histórico Dom Ernesto de Paula e a Catedral Diocesana de Jacarezinho, além de várias outras atrações.

O roteiro também agrega o cicloturismo, o turismo rural e a gastronomia, já que os fiéis podem percorrer a rota de carro, a pé ou de bicicleta, aproveitando os diferentes atrativos das cidades.

Grupo de Trabalho

O Paraná tem um Grupo de Trabalho do Turismo Religioso formado pela Paraná Turismo, Associação Interreligiosa de Educação (Assintec), Secretarias de Estado da Comunicação Social e da Cultura, Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Pastoral do Turismo da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-PR), Fecomércio, Sebrae/PR, Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Paraná e representantes da Instância de Governança Regional (IGR), das rotas turísticas e dos municípios com atrativos religiosos.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS