AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.3 min

PUBLICADO EM

05/02/2017

Uma hora de soneca, a conhecida “sesta”, depois do almoço pode ser um verdadeiro remédio para o cérebro, principalmente para os idosos, revelou um estudo realizado pela Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, nos EUA, e divulgado pela agência de notícias Ansa.

A famosa “sesta”, o breve descanso da tarde de origem espanhola, traz vários benefícios à saúde, incluindo mais clareza nos pensamentos, melhor desenvolvimento nas funções cognitivas do cérebro e aumento da capacidade da memória.

A pesquisa, publicada na revista “Journal of the American Geriatrics Society”, avaliou 2.974 chineses com mais de 65 anos.

Cerca de 60% deles tiravam um cochilo médio de 60 minutos. Para o estudo, os participantes respondiam a perguntas como: “Que dia é hoje?” e “Em qual estação do ano estamos?”. Além disso, tiveram de resolver equações simples de matemática, memorizar palavras e copiar desenhos geométricos.

Aqueles que cochilavam depois do almoço apresentaram resultados melhores em relação aos que não dormiam nada.

No entanto, o melhor desempenho foi registrado entre os participantes que cochilavam 60 minutos, o que indica que uma hora de sono à tarde é o ideal para a saúde, nem mais nem menos.

Os testes também revelaram que os idosos que não têm o hábito de cochilar mostraram uma capacidade mental seis vezes menor, o que equivale a um declínio de quase cinco anos de envelhecimento.

Publicado no Aeroporto Jornal – fevereiro/2017

Photo by Stephen on Unsplash

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS