AUTOR

TEMPO DE LEITURA

3.1 min

PUBLICADO EM

20/08/2020

No topo da Serra da Mantiqueira, divisa de São Paulo com Minas Gerais, um pequeno povoado (pouco mais de 5 mil habitantes) com ares europeu se destaca com um dos destinos mais procurados no inverno, é o distrito de Monte Verde, que faz parte da cidade de Camanducaia (MG).

Cercada por uma cadeia de montanhas e com rica fauna e flora, recebeu em 2008 o título de melhor destino de inverno do Brasil pela revista “Quatro Rodas”, e no ano seguinte foi votada como a “mais romântica”.

Ele foi fundado pela família Grinberg, que veio da Letônia, e encontrou nessas terras os “ares” de sua terra natal que haviam deixado para trás.

Durante as décadas de 70 a 90, o difícil acesso (a estrada era de terra batida, com muitas curvas e bastante íngreme) fez com que essa “pequena suíça” fosse um destino quase restrito, onde só chegam veículos 4×4 ou pequenos aviões, já que a pista de aterrissagem foi uma das primeiras “construções” do local e que é hoje o aeroporto mais alto do Brasil, a 1.560 metros de altitude.

Termômetro negativo

A temperatura pode chegar a -7ºC durante os meses de junho e julho, e o grande termômetro localizado no centro é um dos pontos quase obrigatório para as “selfies”.

Lojinhas e galerias com arquitetura germânica oferecem produtos da região, como queijos, geleias e cervejas artesanais e produtos em lã e couro. O símbolo da cidade é o esquilo, que podem ser vistos serelepes subindo e descendo das árvores.

O frio convida à boa mesa, e a única avenida que corta o povoado oferece uma gastronomia internacional, com destaque para os fondues, trufas e receitas alemãs.

As fábricas e lojas de chocolate são um programa à parte, com direito a degustação. Cada uma tem seu produto único que vai além de bombons e barrinhas, como por exemplo a feijoada de chocolate.

Estradas de terra cortam a serra e são ideais para os amantes de cavalgadas e off road que levam ao encontro de paisagens que valem ser fotografadas.

Trekking

Os adeptos do trekking encontram trilhas para as grandes pedras que são proteção natural dos fortes ventos que passeiam pelo topo das montanhas. Esses caminhos levam a Pedra Redonda, Platô, Pedra Partida, Chapéu do Bispo e Pico Selado, esse último restrito a escaladores que podem deixar mensagem no livro do cume, que fica dentro de um tupperware.

Há uma grande oferta de hotéis e pousadas com chalés, quase sempre com lareiras e hidromassagens.

Merecem destaque a pousada Pedra dos Sonhos uma das construções sobre uma imensa pedra que dá a sensação de se estar quase tocando o céu; a pousada Jardim da Mantiqueira tem enormes janelas junto às hidromassagens dos apartamentos, integrando-os a natureza, e a Villa Coração Guest House, uma luxuosa casa que oferece apartamentos com decoração clássica e onde é possível vivenciar o luxo e o charme que fazem parte do clima da cidade.

Monte Verde é um ótimo destino para quem procura um final de semana diferente.

Como chegar

O acesso a Monte Verde é pela Rodovia Fernão Dias, parte da BR-381, com os 30 km finais (da sede do município ao distrito) em estrada asfaltada e íngreme

Onde ficar

Pousada dos Sonhos

São vários hotéis e pousadas, mas seguem boas dicas

Pousada Pedras e Sonhos

Pousada Jardim da Mantiqueira

Villa Coração

Patrícia de Campos, texto e fotos

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS