AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.5 min

PUBLICADO EM

14/09/2020

O Grupo Latam Airlines vem, gradativamente, recuperando suas operações nos últimos meses. Em comparação com 2019, a companhia operou em junho 6,4% da sua capacidade, alcançando índices de 9,2% em julho e de 13,9% em agosto. Esses resultados se dão logo após uma drástica redução da operação da Lata, em abril e maio (5,7% e 6,7%, respectivamente), em função da pandemia de Covid-19.

Também em comparação com o ano passado, o tráfego de passageiros, especificamente no mês de agosto, teve redução de 89,1.

No Chile, em agosto, a Latam retomou voos para Copiapó, La Serena e Temuco, ampliou frequências para destinos como Iquique, Calama, Antofagasta, Puerto Montt e Punta Arenas.

No mercado internacional, iniciou a operação de um novo voo direto para Madri, complementando seus voos para Miami e São Paulo/Guarulhos; sendo este último centro de conexão para voos domésticos no Brasil e para a Europa (Frankfurt, Lisboa, Londres e Madri).

A Latam continua com uma forte campanha de segurança e higiene em toda a sua operação, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), das autoridades sanitárias dos países onde opera e da Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata).

Todos os voos realizados pela companhia requerem o uso de máscara durante toda a viagem, o álcool gel está disponível na cabine e a companhia mantém um serviço de bordo que reduziu a interação entre a tripulação e os passageiros. Toda a frota da Latam possui filtros HEPA, capazes de remover 99,97% das partículas, incluindo vírus e bactérias, devido à renovação do ar a cada 2 ou 3 minutos, garantindo um ambiente permanentemente higienizado, entre outras medidas, que pode ser conhecidas aqui.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS