AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.8 min

PUBLICADO EM

04/09/2020

A conexão Brasil-África tem uma novidade: a Gol Linhas Aéreas e a Ethiopian Airlines Group anunciaram novo acordo de codeshare, permitindo que os passageiros façam conexão direta em voos das duas empresas. A parceria prevê, inicialmente, que a Ethiopian venda trechos a partir do hub em Addis Ababa (foto que abre a matéria), na Etiópia, para São Paulo, em conexão para todos os destinos da malha em vigor.

Quem adquirir as passagens integradas terão a facilidade de despachar a bagagem diretamente para o destino final, em voos com conexões, e manter a mesma franquia para ambos os trechos. A comercialização dos bilhetes já está disponível nos canais da empresa africana.

Em breve, as companhias também implementarão acordo de Passageiro Frequente (Frequent Flyer Agreement – FFP, em inglês), que permite aos membros dos programas de fidelidade Smiles e Sheba Miles acumularem e resgatarem milhas nos voos operados por ambas as empresas.

“Com o compartilhamento de voos entre as empresas os clientes terão uma ampla malha e horários convenientes para suas viagens. A Gol é a companhia aérea líder no Brasil e, junto com a Ethiopian, ampliaremos as possibilidades de conexões entre a América do Sul e a África, aumentando a oferta tanto para clientes corporativos, quanto a lazer, considerando os diferentes atrativos nos destinos em que ambas as empresas disponibilizam”, explica Randall Saenz Aguero, diretor de Alianças, Expansão Internacional e Distribuição da GOL.

Busera Awel, vice-presidente de Planejamento Estratégico e Alianças – Grupo de Planejamento Estratégico e Alianças na Ethiopian Airlines afirma que “a parceria entre as duas companhias beneficiará nossos respectivos clientes, oferecendo alto padrão de serviço. Agora podemos, com a sinergia entre nossas redes, oferecer aos clientes a melhor conectividade entre a América do Sul e África, Oriente Médio e Ásia. A parceria também abrirá o caminho para melhorar investimentos, comércio e turismo entre a África, América do Sul e outras regiões atendidas”.

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS