AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.4 min

PUBLICADO EM

05/12/2012

Há treze anos o chef Alex Atala está comandando o D.O.M., um restaurante contemporâneo de cozinha autoral que desvenda os sabores e mistérios da cozinha brasileira e de seus ingredientes. O ambiente em tons de bege, marrom e preto é marcado por madeira e cerâmica, sem perder a sofisticação.

O projeto é do decorador pernambucano José Roberto Moreira do Valle, que acentua a vocação brasileira da casa com itens como diversas obras de arte de artistas nacionais convivendo tranquilamente com um lustre Baccarat assinado por Philippe Starck, entre outros detalhes. D.O.M. é do latim, Deo Optimo Maximo, Deus é ótimo e máximo: ótimo na sabedoria e máximo na bondade. No cardápio: Fettuccine com sálvia e pó de pipoca e Arroz negro levemente torrado com legumes verdes e leite de castanha do Brasil (foto).

Desde abril, no jantar, serve exclusivamente um menu-degustação: opções de quatro ou oito pratos e Reino Vegetal. O sistema permite ao cliente experimentar, numa só refeição, diversos pratos em porções menores do que as habituais. Trata-se de um menu especial, uma amostra do melhor que a casa tem a oferecer agregada às habilidades, inovações e características marcantes da cozinha do chef Alex Atala.

Os cardápios não são fixos, mudam conforme a estação e todas as opções oferecem a possibilidade de harmonização com bebidas. Em 2013, o restaurante D.O.M ocupou a sexta posição no ranking da publicação inglesa Restaurant Magazine, sendo considerado também o melhor restaurante da América Latina. Como atende número restrito de clientes, recomenda-se fazer reserva.

Publicado no Aeroporto Jornal – dezembro/2012

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS