AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1 min

PUBLICADO EM

05/03/2017

Esta receita de Leonardo Werzbitzki tem história: a Carne de Onça (hoje patrimônio cultural de Curitiba), foi criada em 1950, no Bar e Restaurante Embaixador, do Onha (Leonardo Werzbitzki), na Rua Riachuelo. Antes disso a carne era servida sem temperos, em nacos de pães, contam os jornalistas mais antigos. Foi o Onha que deu forma ao prato, usando broa úmida e seus ingredientes mais o azeite de oliva, que era uma raridade nos anos 50). O prato fez tanto sucesso que se sustenta até hoje, com muitas variações.

Ingredientes

Uma broa úmida fatiada | carne moída (patinho, na razão de 400g por pessoa, moída três vezes e fresca) | cebola picada | cheiro verde picado | azeite de oliva

Modo de preparar

Para preparar a carne de onça do Onha, coloque duas colheres da carne moída sobre a broa, espalhando-a, coloque sal e pimenta do reino, cubra com cebola picada, depois o cheiro verde picado, salgue de novo, adicione azeite de oliva e está pronta – num minuto.

Não bata a carne com temperos – vai se tornar um patê (outro prato, que poderá ser o alemão Hackepeter ou o francês steak tartare).

Publicado no Aeroporto Jornal – março/2017

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS