AUTOR

TEMPO DE LEITURA

1.6 min

PUBLICADO EM

09/09/2020

O Malai Manso Resort, localizado às margens do Lago do Manso e próximo da Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso, completou mês passado quatro anos de atividades.

Com 256 apartamentos, área de 117 hectares e um grande número de atividades junto à natureza, o Malai foi o primeiro resort a abrir no Mato Grosso. Desde então, teve importantes adições ao seu serviço, como o spa Malai by L’Occitane, com dezenas de tratamentos de beleza.

E, mostrando preocupação com sustentabilidade e a preservação dos recursos naturais, instalou um parque solar e se tornou o primeiro resort do país a operar com 100% de energia fotovoltaica de geração própria. Neste ano está prevista a inauguração do centro de convenções que poderá abrigar até 1,4 mil pessoas.

“É gratificante ver como o resort se desenvolveu ao longo deste período. A região da Chapada, que sempre foi bela, agora é ainda mais atrativa, e cada vez mais pessoas podem vir a este espaço ter uma hospedagem com todo o conforto e se divertir em contato com a natureza exuberante do Centro-Oeste”, diz  Ricardo Gouveia, diretor Comercial e de Marketing do Malai Manso Resort.

Fonte: Assessoria de Imprensa

A Chapada

No centro-oeste do Brasil, a estrada de terra Transpantaneira dá acesso a um pântano banhado pelos rios Cuiabá e Paraguai. Os edifícios dos centros urbanos brasileiros jamais sonhariam com a existência da maior planície inundável do planeta logo ali ao lado. Visitamos o município de Poconé, a porta de entrada do Pantanal mato-grossense.

Há, sim, jacarés e cobras, mas bem mais inofensivos do que pregam os filmes do cinema.

E olha, nós garantimos que as raízes não vão agarrar suas pernas e te puxar para baixo do lodo. O Pantanal nada tem a ver com o pântano obscuro e pegajoso da Família Addams. Leia a matéria completa clicando aqui.

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS