AUTOR

TEMPO DE LEITURA

2.5 min

PUBLICADO EM

12/11/2020

As atividades turísticas crescem pelo quinto mês seguido, apontando o reaquecimento do setor. O índice cresceu 11,5% em setembro na comparação com agosto e os destaques vão para os serviços de transporte aéreo de passageiros (19,2%) e de alojamento e alimentação (9,1%). No acumulado dos últimos cinco meses analisados o setor já registra um ganho de 88,8%. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). A queda no transporte aéreo acumula no ano uma queda de -37,6%.

A quinta taxa positiva seguida para o indicador foi registrada em todas as doze unidades da federação onde esse indicador é investigado, com destaque para Bahia (33,7%), Distrito Federal (26,2%), Goiás (19,35) e Ceará (18,2%). No Paraná a variação foi positiva em 11,7%.

Marcelo Álvaro Antonio, ministro do Turismo, avalia que as consecutivas altas na movimentação econômica do setor indicam que as ações adotadas pelo governo federal, por meio do Ministério do Turismo, ajudaram a reduzir o impacto da pandemia de Covid-19 no setor e diz que o Ministério continua “trabalhando para mostrar que estamos prontos para fazer do turismo um dos pilares da recuperação econômica do nosso Brasil, respeitando todos os protocolos de biossegurança”.

Desde os primeiros casos do novo coronavírus, o governo federal adotou todas as medidas necessárias para proteção do turismo brasileiro e de seus trabalhadores. Entre estas ações estiveram a garantia da manutenção de empregos, regulamentação das relações de consumo, oferta de crédito para empreendedores e a garantia da segurança sanitária para os turistas.

Retomada

Anteontem (10) o Governo Federal lançou a Retomada do Turismo e a campanha “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil”. É uma aliança nacional que, com segurança e responsabilidade, busca acelerar a recuperação do setor e reduzir o impacto socioeconômico da Covid-19, após a paralisação das atividades. A Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet) esteve presente para apoiar a ação.

A iniciativa reúne esforços dos setores público e privado, terceiro setor e Sistema S para que o turismo retome plenamente as atividades de maneira gradual e planejada, voltando a gerar emprego e renda no país. São 32 entidades nacionais ligadas à cadeia produtiva do turismo.

A Retomada do Turismo reúne um conjunto de programas, projetos e ações que vão desde o reforço na concessão de linhas de crédito para capitalizar empresas do setor e preservar empregos, até a realização de obras de melhoria da infraestrutura dos destinos turísticos. Também estão previstas ações de qualificação dos trabalhadores e prestadores de serviços tanto na oferta de cursos para a adoção aos protocolos sanitários que garantam segurança para turistas e trabalhadores do segmento, quanto para melhoria de atendimento, considerando as tendências do mercado.

Fonte: IBGE e Ministério do Turismo

Foto: Roberto Castro/MTur

Compartilhe essa história:

COMENTÁRIOS