O que interessa no Louvre

O Louvre é um museu gigantesco. Se você quiser ver tudo num dia só, não dá. Mas mesmo num lugar tão sensacional, tem MUITA coisa que não precisa de tanta atenção.

A primeira vez que fui lá, eu estava sozinho, mas já tinha programa combinado para depois, então “só” tinha umas 3 horas para rodar o museu inteiro.

Eu tinha levado uma xerox de um guia rápido do que eu vi numa revista. Mas nem tinha estudado ele muito bem. Quando entrei, abri ele e fui me guiar. Leio a legenda e descubro que os andares estão marcados por cores. Como estava tudo em preto e branco, já era.  E eu já tinha passado reto pelos guias que são entregues na entrada. Acabei encontrando um guia abandonado num canto, mas era em chinês. Peguei mesmo assim e me guiei pelas fotos. Funcionou até bem e as placas do museu também ajudam bastante.

Historinha
A primeira vez que fui lá, eu estava sozinho, mas já tinha programa combinado para depois, então “só” tinha umas 3 horas para rodar o museu inteiro. Eu tinha levado uma xerox de um guia rápido do que eu vi numa revista. Mas nem tinha estudado ele muito bem. Quando entrei, abri ele e fui me guiar. Leio a legenda e descubro que os andares estão marcados por cores. Como estava tudo em preto e branco, já era. E eu já tinha passado reto pelos guias que são entregues na entrada. Acabei encontrando um guia abandonado num canto, mas era em chinês. Peguei mesmo assim e me guiei pelas fotos. Funcionou até bem e as placas do museu também ajudam bastante.

O ideal é pegar um guia numa língua que você domine (não recomendo o chinês) logo na entrada do museu. Aí você marca o que acha mais interessante. Se você não tem ideia do que tem lá, não se preocupe, eles já destacam algumas das principais obras do acervo. Mas vou te ajudar citando algumas imperdíveis.

 

No Térreo

Vênus de Milo
Uma das mais famosas estátuas do mundo. Também uma das mais disputadas no Louvre. Vênus de MiloA história de sua descoberta em 1820 na ilha de Milo, então parte do Império Otomano, e a forma como perdeu os braços, foram narradas pelas fontes primitivas em versões contraditórias que nunca puderam ser de todo esclarecidas, mas depois de sua aquisição pela França foi imediatamente exposta no LouvreRapidinho da Wikipedia

 

Estátua de Ramsés II
Toda a área egípcia do museu, vale a ser visitada, mas essa é (possivelmente) a peça, vinda do egito, mais famosa do museu. E no caminho você passa por uma esfinge do mesmo faraó que eu acho ainda mais interessante. Ramsés IIIRamsés II foi o terceiro faraó da XIX dinastia egípcia, uma das dinastias que compõem o Império Novo. Reinou entre aproximadamente 1279 a.C. e 1213 a.C. O seu reinado foi possivelmente o mais prestigioso da história egípcia tanto no aspecto econômico, administrativo, cultural e militar.Rapidinho da Wikipedia

 

No primeiro andar

Vitória de Samotrácia
Foi o que mais me impressionou na minha primeira visita. Talvez até por ter sido meio que no susto. Foi a primeira grande obra que eu vi e ela estava no topo da escada que eu estava subindo. Então foi um impacto maior ainda. Vitória de SamotráciaTambém conhecida como Nice de Samotrácia, é uma escultura que representa a deusa grega Nice, cujos pedaços foram descobertos em 1863 nas ruínas do Santuário dos grandes deuses de Samotrácia. Em grego, o seu nome é Níkē tes Samothrakes. Fazia parte de uma fonte, com a forma de proa de embarcaçãoRapidinho da Wikipedia

Mona Lisa
Obviamente ela não poderia faltar. Chega a ser difícil chegar perto dela. E se você achar ela muito pequena, é só dar uma olhada para trás e ver o enorme “Bodas em Canaã”, de Paolo Veronese, com quase 10 metros de largura. Mona LisaA pintura foi trazida da Itália para França pelo próprio Leonardo, em 1506, quando este foi convidado pelo rei Francisco I de França para trabalhar na sua corte. Francisco teria então comprado a pintura, que passou a estar exibida em Fontainebleau e, posteriormente, no Palácio de Versailles.Rapidinho da Wikipedia

A Liberdade Guiando o Povo
Famoso quadro de Delacroix, mas a maioria deve conhecer como “Aquele da capa do CD do Coldplay”A Liberdade Guiando o PovoPintura em comemoração à Revolução de Julho de 1830, com a queda de Carlos X. Uma mulher representando a Liberdade, guia o povo por cima dos corpos dos derrotados, levando a bandeira tricolor da Revolução francesa em uma mão e brandindo um mosquete com baioneta na outra.Rapidinho da Wikipedia

Roteiro
Para visitar essas obras, o ideal é entrar pela Sully Wing, ou Denon Wing, e seguir a ordem que eu citei as obras. Vai te economizar tempo. Também é indicado entrar no museu pelo Carrousel du Louvre, o shopping ligado ao museu que tem filas menores que a entrada da pirâmide.

Claro que tem muito mais no Louvre. Inclusive, tem muita coisa legal no caminho entre essas obras. Mas tentei fazer o guia mais curto possível. E varia muito o que cada um quer ver. Por exemplo, tem o Código de Hamurabi, que fica completamente fora desse roteiro que eu fiz mas eu acho muito interessante. A maioria nem sabe o que é. Além disso, tem uma ala inteira de estátuas que é muito interessante, mas não citei por ficar do outro lado do museu. Sem contar que nem falei do segundo andar. Vale MUITO ver mais do que só isso, mas se você não visitou pelo menos a Vênus de Milo, a Vitória de Samotrácia e a Mona Lisa, você não foi ao Louvre.

Se você quiser, pode planejar melhor ainda a sua visita pelo mapa interativo no site do Louvre. Lá tem o mapa dividido em andares, que destaca essas e outras obras muito famosas mostrando exatamente onde elas ficam.

As fotos das obras são reproduções pela internet mesmo. E as do museu são minhas.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/luize752/public_html/nowboarding.com.br/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273