Dicas para fotografar na viagem

Li um post bem legal no Melhor Ângulo, sobre dicas de fotografia em viagem, e resolvi dar algumas também.

1 – Não vá na esquina sem uma câmera. Não importa se ela é uma DSLR, compacta, Lomo, ou até seu celular, SEMPRE pode acontecer alguma coisa que vale uma foto. Desde que comprei a minha primeira DLSR, sempre a usei como câmera principal. Mas acabei também comprando uma compacta, já que no fim do dia muitas vezes já estava cansado e tinha preguiça de carregar uma câmera grande cheia de lentes. Atualmente, uso meu iPhone 4S como câmera compacta. Por incrível que pareça, faz fotos melhores que minha Sony TX-5

2 – Tenha uma lente bem flexível. Geralmente, a lente padrão de DSLR é uma 18-55mm, ou algo parecido. Ela serve pra muita coisa, mas ainda é limitada. Uma vez eu comprei uma 70-300mm e saí do hotel só com ela. Fiz ótimos closes, mas não conseguia tirar foto de nada por inteiro. Só quando comprei minha quarta lente, comprei uma 18-135mm. E essa é a melhor possível para ficar na câmera, principalmente se você não quer carregar várias lentes. Tanto faz fotos mais abertas, como tem um bom zoom. Recomendo muito.

 

3 – Pense bem na mochila. Uma vez comprei uma mochila sensacional. Cheia de espaços para lentes e o que eu quisesse. Mas se você sai do hotel às 9 da manhã e só vai voltar às 11 da noite, uma mochila grande incomoda. Atualmente, o que eu faço é colocar uma case daquelas mais comuns, retangulares, com duas lentes (mais cartões, filtros e qualquer coisa) dentro de uma mochila normal. Quando não estou com a câmera na mão, coloco ela na mochila por cima da case e resolve bem. Além disso, é sempre bom ter um casaco à mão, e ele pode proteger ainda mais sua câmera quando ela estiver guardada. Mas isso vai de cada um.

4 – Se programe para estar num lugar legal no fim da tarde. A Magic Hour (ou Golden Hour) é a primeira, ou última, hora de luz do dia. E são as horas onde a luz costuma ficar com cores mais quentes e gera belas fotos. Acordar cedo em viagem é bom, mas é difícil pegar o pôr do sol. Então, minha dica é pegar no fim da tarde mesmo. Tente calcular para estar num lugar bem legal e aproveitar essa luz.

5 – Leve um tripé. Já falei muito de tripés num outro post. E eles quebram um galho enorme na viagem. Tanto pra quem viaja sozinho, como acompanhado.

6 – Ande pela rua. Aproveite para ir de um lugar para o outro a pé. Pode até demorar mais que ônibus, taxi, ou metrô, mas sempre rende boas fotos.

7 – TUDO pode ser uma boa foto. Mas é bom você tentar fugir um pouco do óbvio. Se você quer tirar uma foto do seu prato, por exemplo, tente fazer isso de uma maneira diferente. Não mostre só a comida, faça um enquadramento diferente. Nesse, eu já aproveitei pra colocar o nome do restaurante junto.

8 – Use o clichê a seu favor. Em Pisa, todo mundo tira foto segurando a torre. Alguns até tiram empurrando a torre. Mas o mais legal é tirar fotos de vários turistas fazendo isso ao mesmo tempo. Também já falei disso num outro post onde fotografei vários turistas “segurando” a ponta da pirâmide do Louvre, ou saltando na frente dele.

9 – Invente. Eu já tirei mais de 10 mil fotos de Paris somando todas as minhas viagens à cidade. Mesmo que sempre aconteça alguma coisa diferente e eu continue tirando mais de mil fotos quando vou lá, tem uma hora que você quer fazer algo diferente. A minha solução, foi comprar um espelho convexo e fazer auto retratos com ele.

10 – Esteja atento aos detalhes. Muitas vezes você olha muito para a atração principal, e perde fotos sensacionais. Um dia ensolarado, pra um fotógrafo mais atento, pode gerar fotos inusitadas como 4 pessoas aproveitando a sombra de um poste.

Ou até um espelho no teto pode criar uma foto de um ângulo inusitado.

11 – Compartilhe as fotos. Flickr, Instagram e 500px. Claro que é legal mostrar para os amigos e família as fotos de viagem, mas também é ótimo compartilhar com o mundo. Recebe elogios, interage com outros fotógrafos e, se quiser, ainda pode deixar que outras pessoas usem as suas fotos licenciando elas com Creative Commons (como eu sempre faço).

12 – Fotografe em RAW. Essa é pros fotógrafos mais avançados. Parece bobagem, e o arquivo é MUITO maior que em JPEG. Mas se você quiser tratar as suas fotos usando o Lightroom e conseguir o melhor delas, fotografe em RAW. É uma diferença absurda.

Se você tiver mais alguma dica, pode mandar que eu posso usar ela num futuro post sobre fotografia em viagem.

Não tem crédito das fotos, porque são todas minhas mesmo.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/luize752/public_html/nowboarding.com.br/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273