Qual a melhor maneira de levar dinheiro para o exterior?

Já começo dizendo que isso varia. Mudam impostos, taxas, cotações. Mas existem boas maneiras de avaliar melhor a compra de moeda estrangeira. Mas se você tiver paciência e pesquisar bem, pode fazer uma boa diferença na quantidade de dinheiro que vai levar para a viagem.

 

Cartão de Crédito

Pouco tempo atrás, a maneira mais barata de se usar dinheiro no exterior, era o cartão de crédito. Mas o IOF (imposto para compras, no cartão, em moeda estrangeira) subiu de 2,38% para 6,38%. Pode não parecer tanto assim, mas pode fazer uma boa diferença em compras maiores. Ainda é muito prático, afinal, é só pagar a fatura no fim do mês. E você também pode sacar em caixas eletrônicos no exterior. Mas aí fica sujeito a taxas que variam muito, podem chegar até a uns R$ 10 por saque, então o ideal é sacar o máximo possível de uma vez. Mas não esqueça de ligar na operadora do cartão e avisar que vai viajar. Se não, podem bloquear seu cartão e vai ser muito mais difícil resolver isso do exterior.

Cartão de Débito

Mas descobri uma coisa muito interessante, se você comprar no débito, paga só 0,38% de imposto. Diz isso no próprio site do Governo (quarto parágrafo). Eu nunca tinha ouvido falar disso, mas 6% de diferença pro cartão de crédito já ajuda muito. Tão prático como o cartão de crédito, mas sem milhas. Só que, não sei porque, já tive dificuldades de pagar no débito no exterior. Tinha vezes que só passava no crédito.

Visa Travel Money

Eu até sei que existem outras opções de cartão pré-pago, mas falo dessa por dois motivos. É o mais comum e o que eu já usei várias vezes. Geralmente é mais barato que comprar a moeda em espécie. E é muito seguro. Você pode todo dia acompanhar pela internet as movimentações, receber por SMS quando uma compra é feita e até transferir online o crédito para outro cartão, em caso de perda ou roubo. Por exemplo, o seu VTM é roubado, mas o do seu companheiro de viagem não, pode transferir pela internet todo o seu saldo para ele. E mesmo que seu cartão seja roubado, sem senha o ladrão não pode fazer muita coisa e você pode reaver o dinheiro. Além disso, você pode comprar Euros e, se sobrarem, usar no Brasil. Ou em outra viagem. Ou, até mesmo, sacar em Reais quando voltar. Mas, nesse caso, você vai perder um percentual.

Dinheiro em Espécie

Sempre é bom viajar com, pelo menos, um pouco de dinheiro em espécie. Pegar um taxi, comprar um chocolate, esses gastos pequenos que nem sempre aceitam cartão. Principalmente na Europa. Nos EUA, já viajei gastando só cartão de crédito e não tive problema nenhum. Mas costuma ser a maneira mais cara. E também não é prático carregar todo o dinheiro da viagem no seu bolso.

Travel Check

Ainda existe, mas é muito mais prático o Visa Travel Money. A função é bem parecida, mas nem todo lugar aceita Travel Check (principalmente na Europa) e todo lugar que aceita Visa aceita VTM. Mas meu avô ainda adora viajar com Travel Check.

Dicas finais

Além disso tudo, as taxas de conversão variam muito de entre casas de câmbio, e mesmo em bancos. Algumas vezes se você for comprar uma quantidade pequena de moeda estrangeira é melhor ser num certo lugar, mas se for comprar acima de um valor X, outro pode ter a melhor cotação. O importante nessa hora é não ter preguiça e calcular. Ligue nas casas de câmbio, ou nos bancos que você tem conta e descubra as taxas e cotações.

O ideal é ter mais de uma fonte de dinheiro. Eu gosto muito de usar o cartão de crédito, pela praticidade e pelas milhas. Só que eu sempre levo uns 3 cartões para não correr o risco do banco bloquear e eu ficar sem dinheiro. Mas no Travel Money fica mais barato, é quase tão prático quanto, mas não tem milhas. Um bom exemplo é levar a maior parte do dinheiro no VTM e uma parte menor em espécie só para gastos pequenos. Ou, se você não for muito controlado, pode dividir seu dinheiro. Leva a verba para compras no cartão pré-pago e o dinheiro para gastos de viagem em espécie.

Não se esqueça também, que hotel e aluguel de carro costumam reservar uma parte maior do limite do seu cartão por precaução. Como para cobrir os possíveis danos do carro. Então, viagem com um limite superior ao que você pretende gastar.

 

 

Fotos:
kevin dooley / Foter / CC BY
Andres Rueda / Foter / CC BY
AMagill / Foter / CC BY


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/luize752/public_html/nowboarding.com.br/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273