Como evitar que suas malas sejam extraviadas

Para começar, já digo que não tem como ter certeza que sua mala vai estar te esperando no seu destino. São apenas dicas do que podemos fazer para diminuir a chance da bagagem ser extraviada.

Já viajei muitas vezes, e só me lembro de ter algum problema com extravio 3 vezes na minha vida.

A primeira foi quando eu voltava de São Francisco e deu um problema no avião que eu pegaria. Só conseguimos voltar no dia seguinte, mas fomos via Miami e nossas malas via Los Angeles. Só recuperamos quase uma semana depois.

A segunda foi indo para Londres. Eu e minha namorada fizemos uma conexão em Lisboa. Só que por causa de um atraso no vôo que saía do Brasil, acabamos perdendo o vôo que ia para a Inglaterra. Pegamos o próximo, uma hora depois. Chegando no aeroporto minha mala logo apareceu, mas a da minha namorada não. Fomos no guichê onde se reclama de extravio, mas antes de sermos atendidos chegou outro avião de Portugal e a mala dela estava lá.

A última vez, foi ano passado também numa conexão em Lisboa. Dessa vez, mesmo com um espaço maior entre os vôos, as malas não nos acompanharam e só chegaram em Veneza no dia seguinte. Ao contrário de Londres, só tem um vôo Lisboa-Veneza por dia. Para piorar um pouco, choveu no dia que as malas chegaram na Itália e, como tudo em Veneza é feito através de barcos, nossas malas não puderam ser entregues no hotel. Só conseguimos as malas quando estávamos deixando Veneza, no terceiro dia.

Como vocês podem ver, tive sorte de conseguir recuperar todas as vezes que tive algum problema com bagagens, mas nem sempre é assim. Mais de 26 milhões de malas são extraviadas todo ano em viagens internacionais. E um milhão dessas, nunca são devolvidas aos donos.

Pode ter sido colocada uma identificação errada da bagagem, algum funcionário do aeroporto pode ter desviado a sua mala, ou até mesmo pode ter molhado a etiqueta que dizia para onde ela deveria ir.

Aqui vão algumas dicas do que podemos fazer para tentar diminuir a chance ter alguma mala desaparecida:

Identificar a mala por dento e por fora com nome, telefone, endereço e email.

Não despachar bens de valor como câmeras, laptops e jóias.

Evite conexões com pouco tempo entre os vôos.

Quanto menos você pingar em aeroportos, menor é a chance de perder uma mala.

Mas como sempre existe a chance de termos a bagagem extraviada, é bom carregar uma roupa de emergência na mala de mão. Meu post anterior diz o que devemos, ou não devemos levar com a gente na cabine do avião. Inclusive com o que as companhias aéreas indicam, exatamente para evitar arrombamento no que foi despachado.

O mais importante é o que disseram no artigo do Condé Nast Traveler que eu li antes de fazer este post:

Nunca despache nada que você não possa perder.

Caso o pior aconteça e sua mala desapareça para sempre, vários cartões de crédito oferecem seguro contra o extravio. Para isso, geralmente basta comprar sua passagem com o cartão que você já tem a cobertura. Meu cartão atual me dá U$ 100 por cada quilo de mala extraviada. Ou seja, se sumirem com uma mala minha de 32kg (limite comum do peso de bagagens internacionais), ganho U$ 3.200. Já dá pra viajar outra vez com isso.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/luize752/public_html/nowboarding.com.br/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273